sexta-feira, 13 de março de 2009

IRMÃ TASSY FRANCISCO: DE MOÇAMBIQUE A PORTUGAL


Cresceu a ouvir falar em viagens de sentido contrário: os Missionários iam daqui para lá. Ela acabou por inverter a direcção do leme e veio de Moçambique para Portugal. É cá, a partir de Lisboa, que exerce hoje a sua Missão, como Irmã Concepcionista ao Serviço dos Pobres.

Nasceu em Lourenço Marques em 1960. Dos nove irmãos, foi a única que quis ser ‘Irmã’, estando a estudar com as Irmãs Vitorianas.

Cresceu, como jovem, nos tempos quentes da revolução de Abril que deu abertura à independência de Moçambique e fez abalar a Igreja: “Foi um tempo difícil de dúvida, de desconfiança e de perguntas que ninguém sabia responder-me. Graças a Deus, nunca me afastei da Igreja e fazia parte do pequeno número que estava presente, que interrogava a Igreja sobre a resposta a dar aos ataques constantes à nossa fé e à nossa Igreja”. 

O surgir de uma Vocação

Empenhada na pastoral da Igreja, no Maputo, não percebia porque é que “os missionários regressavam a Portugal, porque é que as Igrejas eram encerradas, porque, porque...”.

E foi nesta caminhada de busca de respostas que a jovem Tassy descobriu a Vocação à Vida Consagrada. Confessa: “a minha vocação surge como que um ‘clic’: o Senhor Cardeal, então arcebispo de Maputo, numa Eucaristia de crismas na minha paróquia, desafiou os jovens a uma vivência da fé mais comprometida com a Igreja, activos e empenhados nos vários ministérios da comunidade cristã”. E algo parecia clarificar-se nela: queria servir mais e melhor a Igreja.

Tempo de guerra civil

Era tempo de conflito entre a Frelimo e a Renamo e ela conheceu as dificuldades da guerra, em experiências missionárias no interior de Moçambique. Aprendeu a admirar os missionários, a ficar do lado deles, pois estavam a sofrer com as vítimas da violência e da pobreza.

Texto: Tony Neves - in Jornal Voz da Verdade / Perfil - 1Mar09

Foto: João Cláudio Fernandes 

1 comentário:

emilia disse...

Que bom Ir. Tassy gostei! Há sempre novidade!